19/09/2022

Enfermeira defende pesquisa do mestrado Cofen/Capes em Rondônia

A aluna faz parte da primeira turma do acordo Cofen/Capes

A enfermeira Aline Lara de Carvalho, defendeu nesta segunda-feira (19), no auditório do Coren-RO, sua pesquisa do Mestrado Profissional da Universidade Federal do Paraná (UFPR), recebendo o título de Mestre em Prática do Cuidado em Saúde. Aline faz parte da primeira turma do acordo Cofen/Capes (parceria UFPR e Coren-RO), em nível nacional, a concluir a pós-graduação Stricto Sensu.

O presidente do Coren-RO, Manoel Carlos Neri, prestigiou a apresentação da enfermeira e evidenciou que o mestrado profissional Cofen/Capes é um dos programas mais belos, pois além de incentivar a produção do conhecimento e da ciência na área da enfermagem, serve como incentivo para diversas instituições de ensino que não tinha mestrado profissional de enfermagem e hoje tem, graças aos incentivos do programa. “Parabenizo a enfermeira Aline e ressalto a honra em receber mais uma defesa dos mestrandos fora de sede do convênio. Motivo de muita alegria para todos nós que queremos ver a enfermagem cada vez mais consolidada numa ciência importante na área de saúde”, disse Neri.

Para a orientadora do Mestrado Profissional em Enfermagem da UFPR, Marilene Wall, a pesquisa desenvolvida pela enfermeira Aline Lara irá possibilitar a criação de inovações tecnológicas para o cuidado de enfermagem.

 

Confira o resumo do estudo:

Título: Protocolo de cuidado de enfermagem à criança na atenção primária à saúde: da implantação à adequação em equipe

Autora: enfermeira Aline Lara de Carvalho

Resumo: Trata-se de projeto de intervenção para sistematizar o cuidado de enfermagem à criança na atenção primária em uma unidade básica de saúde (UBS), por meio da implantação de um protocolo já validado, o qual foi adaptado à realidade local durante a fase de intervenção. O objetivo da pesquisa foi implantar em uma UBS o Protocolo de Enfermagem na Atenção Primária à Saúde, Atenção à Saúde da Criança, elaborado pelo Conselho Regional de Enfermagem do Paraná. Trata-se de pesquisa metodológica, de produção tecnológica, desenvolvida em cinco fases: diagnóstico situacional; fase exploratória; definição do instrumento tecnológico; implantação e avaliação. O cenário da pesquisa é uma UBS, composta por quatro equipes de estratégia de saúde da família. A implantação e adaptação foram desenvolvidas com a equipe de enfermagem que proporciona cuidado direto e indireto à criança, utilizando-se oficinas temáticas e observação participante.

As oficinas aconteceram de forma presencial e remota, além de discussões pelo aplicativo WhatsApp, no qual foram compartilhadas vídeo aulas inéditas sobre cada capítulo do protocolo, seguido da implantação e adaptação. A análise dos dados seguiu os seis passos de John W. Creswell. Como resultados, implantou-se o protocolo de saúde da criança em uma UBS, por meio das Consultas de Enfermagem à criança, e concomitante a implantação, a equipe de enfermagem, liderada pela pesquisadora, fez a adaptação para a realidade do cuidado prestado às crianças atendidas nesta UBS.

O processo de implantação e adequação corroborou com a disseminação do conhecimento; promoveu a comunicação profissional e a coordenação do cuidado; colaborou para proporcionar maior segurança aos profissionais bem como aos usuários quanto ao cuidado recebido; reduziu a variabilidade de ações de cuidado e colaborou na organização da rede materno-infantil. Este estudo é viável e poderá ser replicado para outros temas e outras áreas do conhecimento, pois possibilita a criação de inovações tecnológicas relacionadas à pesquisa e educação para o cuidado de enfermagem em puericultura.


Fonte: Coren Rondônia



  • BannerLateralRevistsa-207x117
  • BANNER_CRT_207X117-207x117
  • acesso-200x90